O lugar do pequeno e médio empresário é, sim, na internet!

art1

O lugar do pequeno e médio empresário é, sim, na internet!

Sexta-feira, você chega em casa depois de um dia daqueles no trabalho, toma um bom banho e resolve chamar um amigo para sair e comer comida japonesa. Caso não sejam clientes fixos de algum restaurante, certamente você vai buscar algumas alternativas, correto? Agora fica a pergunta: onde você buscaria?

Se sua resposta foi “na internet”, sua busca por comida japonesa seria mais uma entre as mais de 700.000 que foram feitas no Google em 2016*. Quantas pessoas estão buscando um determinado produto ou serviço em toda a internet (Google, redes sociais, apps, etc.) agora? Sim, é “muita gente”.

Esse fenômeno ocorre porque desde a sua chegada em versão comercial no Brasil, em meados de 1995**, a internet vem influenciando o que chamamos de “processo de compra” dos consumidores. Ela nos deu a possibilidade de encontrar um telefone ou um endereço sem procurar nas famosas listas amarelas, consultar opiniões de outros consumidores sobre um serviço ou ainda comprar e personalizar produtos sem sair de casa. Por isso, veja algumas das possibilidades de inserir sua empresa na internet de acordo com o perfil do seu negócio:

Redes sociais

Facebook, Instagram, Snapchat, YouTube… As redes sociais são uma das melhores opções para os pequenos negócios iniciarem sua “jornada na internet”, já que possuem um custo relativamente baixo e nos fornecem dados altamente precisos. No entanto, deve-se saber como se comportar nelas, o que se consegue com estudo, planejamento, programação e peças adequadas, já que cada rede possui um formato e um mecanismo específico. Veja a diferença entre o conteúdo planejado para o Facebook e para o Instagram:

posts

Lembre-se que mesmo sendo uma ótima opção para começar, as redes sociais não substituem o site. O ideal é pensar nas redes sociais como ponte entre consumidor e empresa, enquanto o site será o responsável por fornecer informações detalhadas sobre a empresa e garantir sua reputação na internet.

Sites institucionais

Visto há certo tempo como um grande diferencial de determinadas empresas, ter um site bonito, rápido, agradável e com informações bem dispostas passou a ser o básico.

Um site institucional é um site em que não ocorre a venda direta de um produto, mas sim a exposição de tudo o que a empresa é, oferece e representa. Além das diversas formas de contato, é claro. Este tipo de projeto tem o objetivo de ganhar a confiança de quem o acessa e fornecer tudo o que é necessário para a pessoa enviar um e-mail, uma mensagem ou telefonar. É ideal para restaurantes, fotógrafos, indústrias e prestadores de serviços, por exemplo.

Um ponto importantíssimo neste tipo de projeto consiste em desenvolver um site capaz de adequar-se aos dispositivos móveis e ser facilmente atualizável, já que informações mudam frequentemente. Afinal, você não quer ficar sofrendo cada vez que queira mudar uma linha ou imagem do seu site, certo?

resolucao_okE-commerces

Se você quer ser mais um a vender pela internet, é este tipo de site que você precisa. Um projeto como este deve proporcionar uma experiência ao consumidor tão boa quanto ele entrar em uma loja bem decorada e ser bem atendido. Por isso, um e-commerce deve ser encarado de maneira tão séria quanto montar uma loja física em sua cidade. Isto porque você não ficará livre de tarefas como fornecedores, controle de estoque, sistemas e fluxo de caixa. Aliás, terá que se preparar para lidar com fretes, logísticas, pagamentos online e segurança, por exemplo.

Agora, cuidado! É comum vermos algumas ferramentas e empresas que prometem fazer você desenvolver qualquer tipo de site em pouco tempo e sozinho, de uma maneira quase mágica, sem a ajuda de designers ou programadores. Não que isso não seja possível, mas como publicitário e criativo, é importante salientar que todo projeto deve passar por um escopo, onde leva-se em conta fatores como: equilíbrio visual, branding, navegabilidade, perfil do consumidor, manutenção, etc. E isso só se adquire somando uma formação que abranja a área, vivência e experiência de mercado.

Mas não se assuste e nem desanime. Se você leu todo este post e ficou animado para colocar e manter seu negócio na internet, escolha uma empresa com profissionais realmente aptos para te auxiliar em todo o processo, do desenvolvimento ao final, ou seja, conseguir seguidores, elaborar conteúdos e levar visitantes para o seu site. Afinal, fazer não é difícil, difícil é fazer com qualidade e inteligência.

Veja o case da Sandoli, uma empresa que começou com o desenvolvimento de um site institucional para expor seus produtos de maneira adequada e equilibrada e, hoje, com a assessoria e produção de conteúdo adequadas para as redes sociais, seu site recebe centenas de visitantes diários que resultam em contatos e conversões em vendas.

Por fim, se você tem dúvidas quanto ao tempo, valores, etc. saiba que cada negócio tem sua medida e exige uma quantidade específica de trabalho, portanto, empresas sérias e que respeitam a sua marca não irão te cobrar preços abusivos e nem te prometer o impossível.

 

* Buscas realizadas no Brasil – Fonte: Planejador de Palavras do Google Adwords em 17/02/2016
** Fonte: Folha de SP

Entre em contato e saiba como aumentar as vendas de sua empresa:

avatar

Lucas Mineto

Publicitário, apaixonado por desafios, inovações e estratégia. Músico nas horas livres, colecionador de cervejas e louco por carros clássicos.

Posts Relacionados